• Pedro Sahium

3. H. Contemporânea: Cultura e Política nos anos críticos

Vamos a seguir tratar do escrito do Prof. Leandro Konder, Cultura e Política nas décadas de 1920 e 1930.

No período que vai da Primeira Grande Guerra (1914-18), até a Segunda Grande Guerra (1939-45), vemos grandes "expressões de inquietação, de nervosismo, de incertezas radicais, fenômenos típicos de um período espremido entre duas guerras mundiais" (p. 77). Daí a referência de "anos loucos" dado a esse período por diversos escritores.



NA POLÍTICA:


- Fortes interesses capitalistas - principalmente ligados à indústria bélica, ou que dela se beneficiou - foram identificados como forças por trás dos conflitos mundiais. Grandes empresas industriais passaram a influenciar os políticos que dirigiam os Estados;


- Novos setores da população aderem à crítica ao capitalismo, feita pelos socialistas, que veem o capitalismo como força por trás de conflitos e guerras pelo mundo.


- Os partidos comunistas espalhados pelo mundo e se referenciando em Moscou, assumem a "missão" de fazer a revolução em nome do proletariado e superar o modelo capitalista de produção. Ao mesmo tempo que sublinhavam as falhas do modelo liberal como "falência" desse modelo.


- Surge o trabalho do economista John Maynard Keynes (em 1926), e uma teoria econômica que busca revigorar o liberalismo, mas com traços de interferência do Estado na economia.


Pablo Picasso pinta "Guernica", que mostra a cidade espanhola de Guernica, bombardeada pelos nazis em 26 de abril de 1937, durante a Guerra Civil Espanhola.


- Tradicionalmente a direita política era contrária à participação das massas populares na vida política (desde a Revolução francesa, séc. XVIII), mas, surge nesse período, uma "nova direita", representada por Mussolini, na Itália, líder do movimento fascista que incorpora à sua prática política a mobilização de setores das massas populares, de cima para baixo, com discurso enérgico de agitação e de ousadas técnicas de propaganda. Tem destaques outros governos ditatoriais de direita como os de Hitler na Alemanha, de Salazar em Portugal, e do general Francisco Franco na Espanha.


- Nos Estados Unidos, o governo do democrata Franklin Delano Roosevelt, tenta resolver problemas internos com o New Deal (Novo Trato):

  • Estado controlando a economia e o controle dos preços pelo governo;

  • Criação de postos de trabalho;

  • Concessão de empréstimos;

  • Aumento da oferta de emprego em obras financiadas pelo governo;

  • Salário mínimo e limite da jornada de trabalho.




NA CULTURA



- Produtos culturais provenientes dos estados Unidos ganham o velho mundo. O cinema produzido em Hollywood se agiganta com as obras de comédia e as chamadas "superproduções". Na URSS as obras do cineasta Eisenstein são apoiadas pelo governo e ganham força junto ao governo como estratégias de propaganda (Encouraçado Potemkim, e, Alexandre Nevski). Na esfera musical o jazz ganha consumidores na Europa.


- O entusiasmo pelos automóveis cresce com avanços técnicos que alavancam as vendas e fazem se agigantar globalmente as grandes empresas, GM, Ford, Chrysler, Renault, Citroen e outras.


- Os aviões se multiplicam e ganham os céus de todos os continentes, contribuindo para o estabelecimento de linhas regulares para o transporte aéreo de passageiros, de mercadorias e de correspondências.



A eletricidade passa a ser usada não só pelas populações da cidades mas também pelas do campo, aumentando o número de fogões e geladeiras. Cresce o entusiasmo com os avanços técnicos. A ciência alimenta a esperança de um futuro melhor, mas surge paralelamente uma desconfiança em relação ao uso da ciência na disseminação de informações falsas, em propagandas políticas deformadas pelo interesse de domínio e de repressão das populações e dos povos.




Uma plêiade de cientistas na física, química, biologia e outros campos do saber se multiplicam na Europa e fora dela (Max Planck, Niels Bohr, Louis de Broglie, W. Heisenberg, Einstein e outros. Na literatura na sociologia e outras áreas da ciências sociais e humanas o elenco de celebridades se multiplica dos dois lados do Atlântico.



O esporte passa a ser de interesse mundial, e ganha um novo status mundial movimentando muito dinheiro pelo mundo em eventos variados.




ATIVIDADE PROPOSTA


1ª Escolha um item na política e outro na cultura das décadas de 1920 e 1930 (elencados acima), e produza um texto de aprofundamento, citando locais, nomes, dados sociais e outros que possam ampliar/aprofundar o conhecimento histórico do período dos "Anos Loucos". O texto deve conter pelo menos duas laudas. Depois de escrita, transfira para a página aqui do blog.



2ª Faça um resumo das principais características do mundo sócio-cultural entre as décadas de 1920 e 1930. Envie para o e-mail do professor.

149 visualizações2 comentários
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Contato

E-mail: psahium@hotmail.com